HomePage do CHUC

Home  >>  Centro Hospitalar  >>  Órgãos de Apoio Técnico    >>  Comissão de Farmácia e Terapêutica        

Comissão de Farmácia e Terapêutica
Pressione para Imprimir esta pgina...

 

 

Competências

1. À comissão de farmácia e terapêutica (CFT) compete, em geral, promover a interligação entre os serviços de ação médica e os serviços farmacêuticos e interagir na dinâmica funcional dos mesmos.

2. A CFT é constituída por seis membros, três dos quais médicos, propostos pelo diretor clínico e três farmacêuticos, propostos pelo diretor dos serviços farmacêuticos, nomeados pelo conselho de administração, sendo presidida pelo diretor clínico ou por um médico por si designado.

3. A comissão deve reunir pelo menos mensalmente, sem prejuízo de o poder fazer sempre que o seu presidente a convoque.

4. Compete à CFT, designadamente:
a) Zelar pelo cumprimento do formulário hospitalar nacional de medicamentos (FHNM);
b) Elaborar a adenda própria do CHUC ao FHNM, devendo este trabalho, em constante desenvolvimento, ser enquadrado no âmbito de cada edição do mesmo documento;
c) Pronunciar-se sobre a introdução de novos medicamentos no hospital, quer os já aprovados pela agência nacional de medicamentos (INFARMED), quer os que são objeto de decisão de importação direta, quer ainda todos os que, apesar de ainda não aprovados no mercado nacional, se revelam de absoluta necessidade para uma eficaz prática médica;
d) Dar parecer sobre os dispositivos médicos medicalizados a introduzir no CHUC;
e) Supervisionar o circuito de monitorização do medicamento, nas várias vertentes, assim como os processos informatizados de prescrição, distribuição e administração;
f) Elaborar regras internas para a utilização de medicamentos aprovados em Portugal em indicações que não constem do respetivo registo das características do medicamento (RCM);
g) Discutir, analisar e decidir sobre a utilização de medicamentos em indicações não aprovadas e implementar a respetiva monitorização;
h) Pronunciar-se, respeitando as regras deontológicas, sobre a qualidade da terapêutica prescrita aos doentes;
i) Definir e pôr em prática uma política de linhas de orientação e protocolos terapêuticos, por patologias;
j) Incentivar e supervisionar o cumprimento do programa de farmacovigilância do CHUC e integrá-lo no programa nacional;
k) Analisar mensalmente a evolução de consumos de medicamentos no CHUC, quer de forma geral quer de forma particular, por algumas áreas medicamentosas;
I) Avaliar e propor normas sobre as matérias da sua competência, por iniciativa própria ou em resposta a solicitações recebidas.

5. A CFT disporá de apoio técnico dedicado, para suporte do seu funcionamento e monitorização visando a implementação das suas decisões.

 

  
Constituição:

Prof. Doutor Pedro Manuel Narra de Figueiredo

Dr. Eduardo Manuel Silva Rabadão

Dr. Manuel João Delgado de Brito

Dr. Jorge Manuel dos Santos Fortuna

Dr. José António Lopes Feio

Dr. Francisco José Ávila Soares Machado

Dra. Ana Maria Andrade Ferreira Martins

Dra. Cristina Maria Amorim dos Santos Pereira Viana

 

  Comissão de Farmácia e Terapêutica - Despacho 1083-2004

  Declarações de Inexistência de  Incompatibilidade
 


Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra
Praceta Prof. Mota Pinto
3000-075 COIMBRA
PORTUGAL
Telefone: [+351] 239 400 400